sábado, 29 de abril de 2017

Matou-se um homem a quem o Estado tudo tirou

“O Victor Alexandre (ex-trabalhador de Fábricas Mendes Godinho - Rações Sol) decidiu, consigo próprio, que hoje (dia 27 de abril) era o dia do encontro com a morte. 

Nestes últimos tempos, a vida não lhe era fácil de aceitar. Com uma carreira longa de descontos para a Segurança Social (42 anos ) não tinha forma ( idade)de obter reforma.
O Victor vivia de facto uma situação de grande (in)justiça social. Depois de décadas de descontos no ordenado, sentia uma revolta enorme por já não ter direito a nada, a não ser ao estatuto de desempregado com subsídio esgotado. 
Aqui fica a minha sentida homenagem a um homem que nada ficou a dever ao Estado, mas a quem o Estado tudo tirou, até a VIDA. O Vitor descansa agora em paz. E a segurança social poupa na pensão dele.”
                                               Alice Marques

O texto que acima publicamos foi partilhado por Alice Marques no facebook. Aqui o reproduzimos pela acutilância da mensagem e pelo murro no estômago que todos sentimos perante situações dramáticas e injustas como esta.
Victor Manuel Pereira Alexandre pôs termo à vida no dia 27 pelo método de enforcamento. Deixa mulher e dois filhos.
Depois de dois dias à espera de autópsia, o corpo está agora em câmara ardente na casa mortuária de S. Pedro. O funeral realiza-se neste domingo, dia 30, depois da missa na igreja de S. Pedro pelas 11 horas, para o cemitério da freguesia.
À família enlutada apresentamos sentidas condolências.

28 comentários:

  1. isto é o resultado das nossas más escolhas politicas , muitos vêm a politica como uma disputa entre clubes de futebol mas as nossas decisões politicas têm grande impacto na vida de cada um, não podemos deixar de lastimar mais um assassinato das politicas do anterior governo que este não quis remediar porque está atrelado a interesses contra o povo que trabalha e a quem tiraram o trabalho e o pão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um facto que devia ser revisto ,a questão,das pensões,se tivessem que alterar para futuro talvez mas não para quem como eu com 42 anos de d

      Eliminar
    2. Podem-me explicar qual é afinal neste triste caso a culpa do anterior governo? Ou será deste, mas não convém que se saiba, por causa dos seus sócios?

      Eliminar
    3. Quais escolhas? Este governo não foi escolhido...

      Eliminar
  2. Sentimentos a familia enlutada.RIP Victor

    ResponderEliminar
  3. Lágrimas, dor e dedespero
    Famila, fome amor.

    ResponderEliminar
  4. e uma vergonha cada dia fica pior aos refujiados dao 700 euros casa tudo pago e aos ke trabalham uma vida como o vitor
    ainda os exploram ha ke ter vergonha na cara tanto assistente social com governo sao uma cambada de ladores e chulos

    ResponderEliminar
  5. Aos muitos dos vergonhosos politicos, ex-governantes e tachistas de acumulação de reformas e pensões, isto não acontece: 1°- porque não têm nem consciência nem vergonha na cara; 2° - porque o que roubam durante os exercicios dos cargos, dá-lhes para viverem o resto da vida como nababos!
    VERGONHOSO E ESCANDALOSO !!!

    Quanto ao Vitor, condolências aos familiares, muita força e que a alma do seu ente querido descanse agora em Paz! Ámen!

    ResponderEliminar
  6. É o País que temos. O mal vem de longe, é da responsabilidade de quem nos meteu na EU. Este é o resultado do dinheiro que veio para Portugal e que ninguem soube governar.
    Também eu estou à espera de ser reformada. Já meti os papeis há 13 meses e ainda não obtive resposta. Tenho 32 anos de descontos.

    ResponderEliminar
  7. desespero é grande que se deixam vencer pela desistência de viver encontrado solução no suicido,os media deviam dar mais atenção estas tristes episódios infelizmente é vida em portugal.

    ResponderEliminar
  8. O estado somos todos nos. Afinal somos todos nos cumplices.nos e que escolhemos quem vai levar a estas situacoes.

    ResponderEliminar
  9. Custa a dizer mas é a verdade.
    O Victor foi apenas mais um que se acumudou à já limitada vida, na esperança que o governo fizesse por ele.
    Porque não imigrou para fazer face às dificuldades económicas?
    Esta atitude só deixa para os que ficam a sobrecarga de resolver os problemas num quandro ainda mais triste.
    Muita força para a esposa, filhos e restante família.

    ResponderEliminar
  10. É revoltante, ao ponto a que o pobre povo chegou , a uns tudo é dado e premitido ,e a quem tudo deu pelo País e comeu o Pão que o diabo amassou tudo é negado ; enfim colhemos do que semeamos , semeamos ventos colhemos tempestades .

    ResponderEliminar
  11. e são estas lamentáveis noticias que fazem noticia....os grandes ladrões e gatunos que nos roubaram nunca entraram em desespero e até agora, lamentalvelmente, também ainda não o fizeram porque sabem que podem continuar a fazer uma vida fausta e nunca vão ser condenados

    ResponderEliminar
  12. Tenhamos todos vergonha, a final somos todos nós que os vamos deixando la estar e por isso não nos sao apresentadas alternatives políticas.

    ResponderEliminar
  13. e uma vergonha , so vao tirar os modelos de outros paise para aquilo que lhes interesa . entao em inglaterra e o que fizer primeiro ou 66 anos de idade ou 40 anos de descontos. porque os que nao tem anos de descontos tambem tem de viver . se isto e um estado de direito e uma democracia de merda.

    ResponderEliminar
  14. Já se acabaram os cravos!

    ResponderEliminar
  15. È Realmenteo País que temos Estamos a ser (Desgovernados)por pessoas que nós Cidadãos lá Pusémos e pela fraca qualidade dos Deputados que nós tambem lá pusemos Há Leis Incomcebíveis como um Cabecilha qualquer que pouco fez é Reformado em plena Juventude e com um Balurdio Um Cidadão que trabalha dezenas de Anos que fez os seus descontos é obrigado a Suicidar-se

    ResponderEliminar
  16. E a vergolha do pais k temos um pober trabalhador k keria a sua riforma para poder ter alguma coiza para poder comer ate isso lhe roubarao ja os da politica ja roubao bem e taen direito a melharis de euros como refroma k a por ai algums k taen 1 a5refromas ai ja dao a um pober trabalhador os nossos menistros k temos roubem bem a para eles ja nao a a nossa nojenta justica k temos k esta poder k aye cim o dinheiro k roubarao da para pagar a liberdade ja este senhir k o keria o k tinha de direio lhe roubarao k ate lhe a vida lhe roubarao e uma vergomha para o pais k temos ao senhor e a famila as minhas comdolencias descanse em paz

    ResponderEliminar
  17. Independentementevdi Estado ser gatuno, o que há mais neste país são desempregados e não é por isso que se suicidam. E os sem abrigo, coitados? Com muita pena minha este senhor, infelizmente não teve coragem para enfrentar as dificuldades da vida e mesmo sendo um acto de coragem o suicídio, não deixa de ser um acto de cobardia, uma vez que deixou os problemas nas costascda mulher com um filho para criar

    ResponderEliminar
  18. Sei bem o desespero que isso é, pois eu próprio vivi uma situação semelhante, com 40 anos de descontos estive 12 anos sem qualquer subsidio, até que a depressão constante me atirou para um estado de doença crónica, e só aos 60 anos, depois de três juntas médicas me atribuíram uma pensão de invalidez relativa que mal dá para comer....

    ResponderEliminar
  19. Não entendo o senhor nao devia estar bem e com depressão e é compreensível mas agora pide-se reformar com menos idade o que se pode perder sao percentagem de sustentabilidade mas rececberia sempre , nao está bem explicafo a situação

    ResponderEliminar
  20. Descansa em Paz... Guerreiro...😥😣😫

    ResponderEliminar
  21. TRISTE MERDA DE PAÍS EM QUE VIVEMOS EM QUE OS GOVERNANTES SÓ OLHAM PARA SI PARA OS SEUS E AMIGUINHOS E AMIGUINHAS VIVEMOS NA CRISE AUSTERIDADE CONTINUA VENCIMENTOS E REFORMAS DE MISÉRIA PESSOAS VELHAS PRA TRABALHAR MAS PRA DESCONTAR LEVAM CACETADA NA CARTEIRA TRISTE UMA PESSOA TER DE CHEGAR AO DESESPERO PRA COMETER ESTE ACTO
    ANTÓNIO VINHA

    ResponderEliminar