sábado, 29 de outubro de 2016

Câmara ainda não divulgou quanto se vai pagar para estacionar

A partir da próxima quarta feira, dia 2, começa-se a pagar para estacionar na Alameda Um de Março e na av. Cândido Madureira, entre outros locais da cidade, mas a câmara de Tomar ainda não publicou qualquer edital sobre o assunto conforme exige o regulamento.
Ainda não foi divulgado oficialmente quais os valores que os automobilistas vão ter de pagar para estacionar. Mas o regulamento refere que “o tarifário será publicitado através de edital no sítio do município, em edital nos locais de estilo e nos parcómetros respetivos”.
Podemos revelar que a tarifa é fracionada em períodos de 15 minutos, custando 80 cêntimos cada hora de estacionamento, ou seja, 20 cêntimos por cada quarto de hora.
Esta é a tabela a aplicar na Alameda Um de Março, av. Cândido Madureira, travessa da Misericórdia, parques em frente ao Novo Banco e ao café Capítulo (av. Norton de Matos) e praceta Infante D. Henrique (junto à Mata dos Sete Montes), onde já foram colocados os parcómetros. Na av. Marquês de Tomar o estacionamento já era pago.
Tem de se pagar para estacionar nestas artérias de segunda a sexta-feira das 9 às 19 horas, e aos sábados das 9 às 13 horas.
No centro histórico os moradores têm direito a um cartão que lhes permite estacionar nos poucos lugares disponíveis. Quem não está satisfeito são os comerciantes que não são contemplados.

6 comentários:

  1. Pelos vistos vamos ter outra EMEL em TOMAR.... a austeridade, Bandeira do P.S. Era para aliviar, mas os exemplos do Passado dizem exactamente o Contrário....Eu e muitos Municípedes gostariam de saber quais vão ser as contrapartidas, ou será apenas um mais um IMPOSTO.....

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Muita sorte tem os Tomarenses, pois na maioria das cidades do País já existem parquímetros à muitos e muitos anos...
      Não vejo mal nenhum nisso, quando vemos a confusão que é todos os dias na Av. Cândido Madureira e na Alameda um de Março. Alguém que queira estacionar nesta duas ruas, simplesmente não consegue ou estaciona em 2ª e 3ª fila não respeitando nada nem ninguém, e ai de alguém que diga alguma coisa, sendo às vezes obrigado a chamar a Policia para evitar actos intempestivos de pessoas sem qualquer tipo de educação...
      Para além de gerar receita municipal, que o município bem precisa para pagar dividas deixadas de outros mandatos, vai ordenar os estacionamentos manifestamente abusivos que se efectuam nestas duas artérias....

      Eliminar
  3. Os parquimetros tem lá inscrito o valor a pagar. Vamos a todo o lado e pagamos, Aqui vem as virgens ofendidas a criticar tudo. Acho muito bem. Força Município de Tomar.

    ResponderEliminar
  4. Creio que o debate é simples, as ruas não são para encher de carros gratuitamente, um carro é um luxo e deve ser tratado como tal, qualquer sítio civilizado, desenvolvido tem o estacionamento pago as motas substituem os carros as ruas tem comércio e os peões andam livremente na rua, e claro as câmaras tem receitas para investir nos centros históricos etc etc etc. Mas Tomar evidência o seu atraso, o grande responsável e o seu povo pois é ele que elege exige... Acho que as pessoas devem reflectir e medir bem as suas atitudes, carros e cocós de cão por todo lado faz-me lembrar terceiro mundo...

    ResponderEliminar
  5. Acho bem, é a forma de passar a existir lugar quando é preciso ir a serviços ou ao comércio. Mau eram os 1200 lugares que o Paiva vendeu à Parque T e que deixaram a câmera nas lonas.

    ResponderEliminar