sexta-feira, 24 de março de 2017

Presidente da câmara de Tomar condenada segunda vez pelo tribunal

Já passou de 10 mil euros a verba que a presidente da câmara de Tomar teve de pagar ao Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria por condenações em processos.

Segundo o jornal O Templário desta semana, aquele tribunal voltou a condenar Anabela Freitas a pagar do seu próprio bolso 7.817.50 euros. É o segundo processo em que a autarca é condenada. No primeiro, a verba que teve de desembolsar foi de 2.332 euros.
Estas condenações resultam de processos movidos pelo cidadão Benvindo Baptista que apresentou vários requerimentos à câmara aos quais não recebeu respostas, em alguns casos nem mesmo depois de intimações judiciais.
“Litigância de má-fé” e “falsidade consciente” são alguns dos termos usados pelo juiz para caraterizar a atuação de Anabela Freitas e da câmara de Tomar nestes processos.

15 comentários:

  1. Já confirmaram com a Presidente da Câmara,até que ponto está notícia tem ponta de verdade. Até às eleições vão aparecer muitas mentiras.

    ResponderEliminar
  2. A notícia d'O Templário é baseada na sentença do tribunal, da qual também temos cópia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com tanta multa em tão pouco tempo, a candidata Anabela ainda vai ser obrigada a fazer a campanha descalça e com fio dental. Porque onde vai ela arranjar dinheiro para se vestir e calçar, sem recorrer ao cartão de crédito da câmara?

      Eliminar
  3. A sra.Dra., se ganha as eleições vai à falência!

    ResponderEliminar
  4. Estas notícias são dúbias, sinceramente não acredito nelas, existem muitos interesses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu diria para o Sr enviar um requiremento a câmera para averiguar a veracidade da noticia, mas é capaz de demorar um tempo a obter uma resposta.

      Eliminar
  5. Já alguém pensou que a Presidente pode estar a ser sabotada propositadamente, por alguém que tem que dar caminho aos processos e os coloca no "fundo da gaveta"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fique descansado que já várias pessoas pensaram nisso. Incluindo a própria presidente, que sabe muito bem em que serviços isso acontece e quem são os prevaricadores. O problema é que ela não pode fazer nada, por falta de coragem e de condições objectivas. Precisa dos votos dos funcionários para ganhar e por isso não os pode incomodar de forma alguma.

      Eliminar
    2. Então e o outro tal cheque? Não há duvidas que a presidente assinou, quem o terá feito "propositadamente"?! Para justificar a incompetência, não vale andar a apontar o dedo aos outros...

      Eliminar
    3. Mas há ou não há sabotagem? Se passou "o tal cheque" não implica que não tenha havido intenção de alguém dentro dos serviços do Município de a prejudicar: alguém ressabiado dos 16 anos anteriores de "gestão não socialista" ou ligado a alguma uma das candidatura para os próximos anos.

      Eliminar
    4. Infelizmente, esta gente não tem competência para nada. Aquela câmara anda um autêntico desgoverno. Eu Já mandei dois e-mails, há cerca de dois e um ano, a pedir informações de um assunto e nunca me responderam. Estou a ver que tenho que fazer o mesmo que este cidadão...

      Eliminar
  6. Trise eéquem publica noticias falsas

    ResponderEliminar
  7. Os jornalistas têm direito a ter acesso aos processos judiciais e não acredito que o responsável pelo Tomar na Rede tivesse inventado esta notícia

    ResponderEliminar
  8. Paga e não bufa. Toma que é para aprenderes

    ResponderEliminar