domingo, 28 de maio de 2017

Augusto Barros apresenta recandidatura e trabalho feito na junta

Num local considerado “emblemático e simbólico”, o mercado municipal de Tomar, Augusto Barros, atual presidente da junta urbana apresentou a sua recandidatura para as eleições autárquicas de 1 de outubro.

Perante uma plateia de 150 a 200 pessoas, entre os quais estavam alguns elementos dos Independentes por Tomar que se coligaram com o PS, intervieram Hugo Costa, deputado e líder local do PS que enalteceu as qualidades do candidato que “alcatroou mais estradas em quatro anos do que outros em 10 anos”. Teceu várias críticas à gestão do PSD na câmara nomeadamente quanto ao passivo e ao processo Parq T.
Interveio a seguir o advogado Tavares Martins que será o mandatário da candidatura de Augusto Barros. Enalteceu a obra feita ao longo destes quatro anos e as qualidades do autarca.
Depois da projeção de um filme sobre as obras feitas ao longo do mandato, difícil de visionar devido à luz do dia, interveio Augusto Barros que começou por agradecer o apoio e compreensão da sua família. Explicou a escolha do local da apresentação, o mercado, cujas obras de recuperação tiveram a participação de pessoal ao serviço da junta durante nove meses mas que valeram ao autarca um processo por parte do Instituto de Emprego e Formação Profissional por utilizar mão de obra de desempregados numa obra que não era da junta.
“Queremos continuar a obra iniciada há quatro anos”, afirmou, apresentando algumas das ações desenvolvidas a nível de obras, ação social e animação para crianças e idosos. “A luta vai ser dura”, mas é “no terreno que se conquista o eleitorado”, concluiu.
A fechar, interveio a presidente da câmara Anabela Freitas, que destacou a importância das parcerias com as juntas de freguesia, considerando-as “estratégicas”.
Também não se cansou de elogiar a capacidade de trabalho e dedicação de Augusto Barros na resolução dos problemas. Destacou o trabalho da junta na área social, reconhecendo que ainda há muita pobreza no concelho, sobretudo “pobreza encoberta” com a qual se mostrou preocupada.
“Tomar vai continuar no caminho certo”, concluiu.
A apresentação terminou com um lanche onde não faltou o porco no espeto.

14 comentários:

  1. “alcatroou mais estradas em quatro anos do que outros em 10 anos”, o verdadeiro homem do alcatrão..

    ResponderEliminar
  2. Realmente, na área social fez um grande "trabalho". Andou a distribuir abastados cabazes à comunicação social! Eles é que precisam...

    ResponderEliminar
  3. O único que fez foi alcatroar e arranjar torneiras. Nem numa freguesia rural isso basta, quanto mais numa urbana. O que é que fez pelo turismo? Incentivou os idosos a aprenderem informática? Criou algum programa para combater a solidão permanente dos idosos? Contribuiu para um melhor desenvolvimento de Tomar? nada!

    ResponderEliminar
  4. "Com papas e bolos se enganam os tolos", para além de alcatrão, fez umas festinhas para os meninos... É retrogrado, não sabe português e duvido que saiba mexer num computador. Se fosse para encarregado de obras, estaria muito bem. Agora, para presidente da junta de freguesia de Tomar.. péssimo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo29 de maio de 2017 às 12:24 a dor de cotovelo é uma coisa lixada, não é!? LOL

      Eliminar
    2. "retrógrado" !? Uma coisa é criticar e ironizar outra e insultar ..

      Eliminar
  5. Há quatro anos, Pedro Marques e os seus Independentes, não quiseram o Augusto para candidato à Junta Urbana porque não servia. Tiraram-lhe o tapete e mandaram-no para o PS. Depois fizeram-lhe a vida negra, minaram tudo e fizeram uma coligação para emperrar o trabalho dele. E agora? Vale tudo?

    ResponderEliminar
  6. Augusto Barros é um trabalhador incansável. Dizem no PS que são favas contadas porque é isto que o povo quer. Bem sei que as entradas indignas (Algarvias e Carvalhos de Figueiredo) na cidade de Tomar sejam as que ficam exatamente na Junta onde Augusto Barros é autarca há mais de trinta anos, mas ainda não teve tempo...

    ResponderEliminar
  7. Sobre o trabalho feito na Junta que tem para apresentar, deixo meia dúzia de exemplos para reflexão:
    Estado da Estrada de Palhavã
    Poluição do Rio Nabão
    Falta de passeios na Estrada de São Lourenço/Carvalhos de Figueiredo
    Falta de saneamento básico em Carvalhos de Figueiredo
    Falta de higiene das ruas do centro histórico
    Lixo amontoado em vários locais da freguesia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que grandes exemplos! queria que o homem fizesse num mandato que ainda não terminou, aquilo que nunca fizeram no passado. Olhe para outros exemplos e veja que encontra muito de positivo, mas isso não convéem...

      Eliminar
    2. *Convém.

      Nada de estranho que um socialista, mesmo licenciado, não saiba o básico da língua portuguesa.

      Eliminar
    3. Esse (e) a mais é muito grave, sopa de corno é que é bom!

      Eliminar
  8. Augusto Barros, pode não saber falar conforme aqui o acusam, mas nunca o viram comparar um candidato à CMT, com uma sopa de corno!
    Homem que sabe o que quer para a sua Freguesia e tem exatamente mostrado aquilo que vale...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta recuperar os dialogos com o seu presidente da assembleia de freguesia nos ultimos três anos para lhe ouvir muito pior que isso...

      Eliminar