sexta-feira, 26 de maio de 2017

Acordo PS/IpT: um “casamento” com convites separados

Opinião
Foi inédita a convocatória para a conferência de imprensa conjunta do PS e Independentes por Tomar realizada na terça feira, dia 23, na sede da junta urbana. As duas forças políticas enviaram convites separados para um encontro que se pode considerar como o seu “casamento” para as eleições autárquicas.

É como se o noivo e a noiva enviassem convites separados para o casamento. São várias as leituras que se podem fazer desta atuação mas a mais óbvia é que nem um nem outro querem, nesta altura, mostrar o seu interesse mútuo no acordo.
Foi notório o desconforto do deputado e líder do PS Tomar, Hugo Costa, durante a conferência de imprensa. Tenso e inseguro, passou a sessão sisudo e a trincar os lábios. Não há garantia de que este acordo com os IpT capitalize votos, até porque há um grupo de militantes socialistas que “torce o nariz” ao “casamento” que é “de conveniência” mais para os IpT do que para o PS.
A expressão facial de Pedro Marques e o seu discurso pouco convincente também não conseguem disfarçar os seus interesses pessoais neste acordo que garante a sua sobrevivência política e talvez financeira.
Quanto às convocatórias para a conferência de imprensa conjunta, a primeira a chegar, por email, foi dos Independentes e apontava para as 9 horas do dia 23. Mais tarde, outra convocatória dava conta do adiamento do encontro com os jornalistas para as 16 horas no mesmo local “por imponderáveis de última hora”. Mais tarde percebeu-se que o adiamento tinha a ver com o acerto da hora com o parceiro, o PS.
Da parte do PS Tomar (que há longos meses deixou de enviar comunicados, convocatórias e outras informações para o blogue Tomar na Rede), a convocatória, mal redigida e nada profissional, chegou às redações na manhã do próprio dia da conferência. Apresentava como assunto “nota” e era endereçada aos “estimados órgãos de Comunicação social”. Informava de forma lacónica e com erros que “O PS vai dar uma conferência de impressa hoje pelas 16 horas na junta de santa maria”.
Duas convocatórias, diferentes tons, para a mesma conferência de imprensa, no mesmo local à mesma hora. Um começo de “casamento” que não augura uma felicidade duradoura. O tempo o dirá.
                                                                                        JG 



3 comentários:

  1. A casamentos e baptizados só vai...

    ResponderEliminar
  2. e depois foram os dois para o hotel para consumar o casamento??

    ResponderEliminar
  3. Do feito ao feto


    Isto é assim quem sabe sabe o resto é tanga.
    E se alguma coisa não se poderá afirmar do artista principal é que não domine a arte.
    O doutor, que não catedrático mas Dux Veteranorum da política local, com ou sem Conselho de Veteranos, mais uma vez como em algumas outras anteriores, leva de arrasto quem ternamente qual pintainho saído de ovo, se deixa absorver.
    O novato deputado, embora já com botas muitas lambidas pelos corredores cor-de-rosa daquilo que lhe interessa, está a ser comido com ou sem espinhas logo se verá pela incontida orexia da velha-raposa.
    Que, como já alguém disse, com distinção, está a tratar da sua vidinha e futuro; se deus e os votantes quiserem.
    Mais nada o move. Que não os interesses do concelho naturalmente os que sempre defendeu.
    Os outros, os seus acólitos nos agora ditos com propriedade dependentes, coitados, órfãos, dirão mal uns, aconchegar-se-ão outros, a ver dum lugarzito numa lista qualquer.
    Quem não terá nada a ganhar com tal negócio será a atual primeira-dama e presidenta.
    Antes pelo contrário, mas logo se verá.
    Porque mais-valia alguma se adivinha para a sua mais que natural intenção de vencer, ajuntada por esta tão pesarosa fecundação e consequente parto artificial!
    Oxalá as crias do mesmo não venham a nascer defeituosas e, porventura, bastante diminuídas no seu total!
    Que outro e melhor seria, sem tão aberrante fecundação.
    Porque quem fecunda, por regra, fecunda por bem e para bem procriar.


    Kinsey Sémen

    ResponderEliminar