segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A arrogância de quem chega ao poder

Opinião
A atual presidente da câmara de Tomar, entre outros problemas, tem um que parece afetar a maior parte dos políticos quando ascendem ao poder. São apanhados pela chamada "arrogância do poder" onde a prepotência é um dos ingredientes principais.

O caso que faz manchete no jornal “O Templário” desta semana é bem elucidativo desse comportamento marcado pela pesporrência.
Um cidadão pede esclarecimentos ou apresenta requerimentos e a presidente da câmara só responde àquilo que lhe apetece como se o exercício do cargo fosse um jogo onde não há deveres mas apenas um “quero, posso e mando”.
Num desses casos o cidadão que o jornal refere não aceitou o silêncio da câmara e avançou para o tribunal. Resultado: Anabela Freitas foi condenada a pagar 2 mil e 438 euros a título de litigância de má fé. A autarca ainda tentou que fosse a câmara a pagar essa verba e enviou o cheque dos cofres do município, mas o tribunal rejeitou e foi claro: tem de ser Anabela Freitas a pagar do seu próprio bolso.
Nem esta condenação em tribunal parece fazer parar a arrogância da presidente da câmara que continua a não responder à maior parte dos requerimentos apresentados pelos vereadores. E se faz isto aos seus colegas de executivo o que se pode esperar que faça em relação aos cidadãos?
Facto é que essa arrogância e desprezo por parte da edil de Tomar têm resultado em vários processos judiciais.
A prepotência de Anabela Freitas tem sido também evidente em algumas frases que profere. Apenas dois exemplos. Em 2015 quando interrogada pelos vereadores da oposição sobre a reabertura do mercado municipal a autarca respondeu de forma ríspida: “abre quando abrir”. Em 2016 questionada sobre a convocação do Conselho Municipal da Segurança respondeu no mesmo tom: “reúne quando eu decidir”. Isto em plenas reuniões de câmara com público e jornalistas a assistirem.
"A arrogância que nos leva a acreditar que somos superiores aos outros, tem origem no medo de sermos inferiores." - Mark W. Baker
                                                                        José Gaio

15 comentários:

  1. Arrogância é que esta presidente não tem, existem é pessoas que gostavam de pertencer a alguns gabinetes e não tem hipótese então toca a disparar contra a presidente mas não vale a pena porque em Outubro será uma Vitória avassaladora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao anónimo porque não dá o seu nome? Em Outubro vai ser avassaladora? Então meu caro, vá se preparado para isso. Mas ao contrário. Porque os Tomarenses estão desiludidos, com o que esta senhora tem colocado o nome da nossa cidade. Nos jornais não locais? NACIONAIS!

      Eliminar
  2. Concordo inteiramente. E saúdo com muita alegria a tua coragem cívica, amigo José Gaio. Finalmente, alguém que escreve sobre Tomar, ousa fazer como eu - dizer as coisas como lhe parece que elas são e assinar por baixo. Exercer o seu direito de cidadania. O qual, bem vistas as coisas, é também e sobretudo um dever perante os outros.
    Está de parabéns a informação local.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Há um ditado que diz "quanto mais se sobe, maior é a queda". Só o facto de ela tentar pagar o que o tribunal ordenou com o dinheiro da câmara é prova suficiente do carácter dessa "senhora"! Nós cidadãos quase nem um estacionamento gratuito temos, temos de pagar tudo e mais alguma coisa, inventa maneiras de o povo lhe encher os bolsos para depois pagarmos nós a hipocrisia dela! E se como o senhor ou senhora que disse acima, ela "ganhar" decerto que é com votos comprados, porque o povo vê bem o que ela faz por nós: NADA! Vangloria-se dos seus bolsos cheios do nosso dinheiro sem pagar o que deve, a quem deve, enquanto o tenta usar para seu proveito próprio! Tristeza de gente...!

    ResponderEliminar
  4. A ser verdade a noticia então a senhora não estará a exercer o cargo como lhde compete.Alguem que tenha coragem para fazer ver qual o seu compromisso e respeito que a presidente deve a todo cidadão e isto sem demoras pois não é tolerável a sua indisciplinada arrogãncia

    ResponderEliminar
  5. Este tipo de arrogância não é uma fatalidade. É próprio de quem tem falta de cultura política ou cívica.
    Há por todo o lado, mas na geringonça nota-se mais.
    O Centro de emprego e o de formação, por exemplo, e como toda a gente sabe, são governados por comissários políticos. Mudam quando muda o governo. Em substituição da Lurdes Fernandes estes mandaram para cá uma criatura que se arregimenta de uma entourage cujo desígnio e prazer sádico é torturar os desempregados com inutilidades e ameaças.
    São iguais ao PSD, mas para pior.
    É pena não haver partidos de esquerda. O que há está na geringonça e estão tão contentes no exercício do poder, que entre eles e fascistas não se consegue vislumbrar diferença.
    No tempo do dito fascismo havia mais respeito pelas pessoas, por mais que digam o contrário.

    ResponderEliminar
  6. Enfim, um texto que não sendo comprido nem chato diz o essencial e o essencial aqui é: a senhora presidente foi tomada pela "arrogância do poder" agravada de prepotência como ingrediente principal.
    O que para a primeira política de um concelho tão cativante como Tomar e com uma cidade tão linda parece não ficar bem, se forem verdadeiras as propriedades descritas.
    Até porque para agravar ainda mais, era pensamento de Giordano Bruno, lá por meados do século quinze:
    “Ignorância e arrogância são duas irmãs inseparáveis, com um só corpo e alma”!
    A ser assim, onde é que em suporte tão pequeno caberiam, em coabitação, as várias e distintas qualidades, porque à arrogância e prepotência se associa ainda a dócil e atrevida ignorância!
    Não, visto cá de longe, aqui onde faço peso ao alcatrão, não parece fácil acreditar que tão encantadora criatura, muito chegada ao povo, como comprovam e mostram as suas operacionais fotografias em fato de campanha, a visitar obras mais os seus parceiros presidentes, abarque em si três virtudes, que não sendo teologais, poderão ser pecados mortais: a arrogância, a prepotência e a ignorância!
    Mas se for verdade, melhor destino que o do acima citado Giordano Bruno (que sendo frade dominicano foi condenado à morte na fogueira), poderá não esperar a senhora presidente apesar de não se lhe conhecerem pecados conventuais ou, de jamais dizerem ter feito jura de irmandade.
    Sem vantagens, um singelo conselho, que se confesse.
    Porque os seus, bons, irmãos são capazes de não lhe perdoar.
    Se calhar são!



    ResponderEliminar
  7. Dizer que o conselho de segurança reúne quando ela entender é ser arrogante!?
    Será lógico, sendo ela a Presidente da Câmara que reúna o dito cujo conselho quando ela entenda !!! A não ser que haja regulamentos que definam um nº anual de reuniões, como acontece com a assembleia Municipal que é obrigada a reunir 5 vezes por ano...
    Não se estará a confundir "arrogância" com o legitimo direito de decisão que cabe à Sra Presidente do Município!??
    Não fosse a realização das eleições em Outubro próximo e com quase toda a certeza este alarido não teria surgido...

    ResponderEliminar
  8. Todo o ser humano tem defeitos, mas por mais que um ser seja humilde, benévolo, afável, enfim com todos os adjetivos de um verdadeiro ser humano, continua não agradando a todos.
    Aqui pelos comentários proferidos existe de tudo, designadamente:
    - Inveja por todos aqueles que gostariam de estar no seu lugar;
    - Doença psicológica, misturando politica com questões pessoais;
    - Medo de a Senhora voltar a ganhar e continuar a afrontar males entranhados no ceio do Município.
    Será que alguma vez se viu a nossa cidade como se encontra agora para melhor?
    Aquilo que se vê é desenvolvimento em todo o concelho. Estes três anos marcaram pela positiva o concelho.
    Quem não vê as máquinas de limpezas que foram adquiridas, inclusive uma viatura de extração de ervas a vapor?
    Quem não vê os carros a circular que estavam quase todos encostados por avarias mecânicas para efetuar os circuitos de limpeza de resíduos sólidos?
    Quem não se lembra do monte de faturas por registar?
    Quem não sabe da divida herdada?
    Não tenho nada a ver com política e não dou a cara porque não mereço ser enxovalhado por esta gentinha que bota aqui palavra, mas que só vêm os seus interesses, que para alguns nem isso chega a ser.
    A senhora Presidente tem sido mal tratada a todos os níveis e é natural que as suas respostas, a questões muitas maliciosas, não sejam dadas da melhor forma e outras não mereçam resposta. Contudo continuo a votar nela, assim como muitos milhares de Tomarenses, que lhe vão dar a vitória, aliás ninguém bufa cá para foram que as sondagens lhe dão maioria absoluta…Não convém.
    De resto, acredito que as redes sociais têm o seu valor, mas teriam muito mais se elas fossem utilizadas pela positiva.

    ResponderEliminar
  9. anónimo - sim sr idem, aspas....concordo em absoluto. LF ex-residente ao que se percebe, devia evitar a triste figura ...mesmo que se 'ancore' na chamada provocação-contínua. basta p....

    ResponderEliminar
  10. Temos aqui comentários para todos gostos,mas mesmo assim a Srª Presidente deverá analisar todas as questões sem nunca esquecer o seu cargo publico e o respeito que deve ao cidadão ao qual se deve estar no lugar que ocupa,pois o votante tem direito a dar a sua opinião

    ResponderEliminar
  11. Opinião é outra coisa completamente diferente!

    ResponderEliminar