sábado, 16 de julho de 2016

Levou um tiro do noivo mas disse à PJ que foi ela a disparar

O caso aconteceu em Torres Novas e está a ter impacto nacional. Uma mulher de 41 anos residente em Torres Novas foi atingida a tiro pelo homem com quem vive, mas para ocultar o crime disse à Polícia Judiciária que foi ela própria que disparou.
A história não convenceu os investigadores que, depois de análise ao local do disparo e às lesões sofridas pela mulher e confrontando a mulher com o resultado das investigações, acabou por deter o verdadeiro autor do disparo, o seu companheiro, motorista de 39 anos.
Os noivos tinham casamento marcada para agosto mas a festa vai ter de ser adiada porque o homem ficou preso a aguardar julgamento.
O crime aconteceu no dia 12 mas só ontem o homem foi detido.
Segundo a PJ, o disparo foi o culminar de uma discussão entre o detido e a companheira, envolvendo agressões físicas recíprocas. O homem utilizou uma espingarda de caça que disparou a curta distância, provocando ferimentos graves na vítima. A mulher apenas sobreviveu por ter sido assistida prontamente, com evacuação por helicóptero para um hospital em Lisboa.

Comunicado da PJ

2 comentários:

  1. O final da historia é verdade
    O inicio é COMPLETAMENTE MENTIRA

    ResponderEliminar