quarta-feira, 22 de junho de 2016

Tomar perdeu 2.115 habitantes em cinco anos

Os dados são oficiais e vêm do Instituto Nacional de Estatística. Nos últimos cinco anos (de 2011 a 2015) o concelho de Tomar perdeu 2.115 habitantes.
Atualmente o número de habitantes do concelho é de 38.382, sendo 20.288 do sexo feminino e 18.094 do sexo masculino.
Uma das conclusões que se pode tirar é que o problema da desertificação no concelho de Tomar tem-se acentuado nos últimos anos.
Prova disso é que nos últimos cinco anos Tomar perdeu quase tantos habitantes como perdeu na primeira década deste século. De 2001 a 2011 (anos em que se realizaram Censos) o concelho de Tomar perdeu 2.329 habitantes.

5 comentários:

  1. São apenas a consequência da falta de estratégia de desenvolvimento económico para o concelho e de politicas de criação de emprego. Pois a politica tomarense, não tem sido capaz ou por falta de vontade ou por falta de conhecimentos de inverter a situação. Os dados estão a vista de todos e com tendência para piorarem.

    ResponderEliminar
  2. Recorrendo aos dados estatísticos, considerando os concelhos que fazem fronteira com o de Tomar e com mais de 20000 habitantes, mais o concelho de Leiria verificamos para o período 2011-15:

    Leiria -1032 hab. -0,81% variação
    Abrantes -2130 -5,49%
    Entroncamento 246 1,21%
    Ourém -848 -1,85%
    Tomar -2025 -5,04%
    Torres Novas -1003 -2,74%

    Ou seja, se é verdade que eventuais estratégias de desenvolvimento poderiam ter mitigado a fuga de população, a verdade é que seria quase impossível conseguir valores positivos. Mas não deixam de ser resultados maus comparado com os nossos vizinhos, logo há muita coisa que podia ter sido feita e não foi...

    ResponderEliminar
  3. Estão a esquecerem-se que estão a morrer mais do que nascem...Quanto ao desenvolvimento económico para o concelho, não tem que ser à custa de politicas locais, mas sim de investimentos privados, mas que como se sabe, não existe.
    O tempo de algum investimento já passou, em que muitos fizeram de conta que investiram, apenas aquecendo os seus bolsos, com subsídios para tudo...Agora já é tarde!

    ResponderEliminar
  4. Pois é, mas são as politicas locais que estimulam o investimento privado local. Pois a captação de investimento privado, não se faz num gabinete em Tomar a espera que os investidores se lembrem de aparecer. Teremos que nos dirigir aos investidores, nem que isso implique encontrar os mesmos noutros pontos geográficos. Quanto a perda de população, nomeadamente jovem abre caminho para a queda da atividade económica do conselho, menos dinheiro e menos impostos. Existem municípios bem perto de Tomar, que conseguiram com sucesso a implementação e reforço de investimentos importantes que dinamizaram os concelhos. Mas falta de Liderança forte a frente dos destinos do concelho dos últimos anos é o maior dos nossos problemas, pois será fácil arranjar desculpas e colocar as culpas nos outros para não vemos os nossos problemas.

    ResponderEliminar