quarta-feira, 13 de abril de 2016

Quem se lembra do Flecheiro assim?

Foto de José da Costa Velho
Antes das obras do Polis no Flecheiro, em Tomar, era assim esta zona da cidade. Aqui chegou a realizar-se o mercado semanal. O terreno servia de parque de estacionamento e havia alguns pescadores que passavam ali os tempos livres.
Antes da colocação de proteções em cimento houve vários casos de quedas ao rio algumas mortais.
Na primeira década deste século e através do programa Polis a câmara realizou obras na margem direita criando um muro (deck) e um açude mecânico que permite controlar o nível das águas do rio Nabão.
Além de criar um passeio ao longo da margem, o muro, com seis metros de altura, serve sobretudo para proteger das cheias. Dentro do muro foi colocado um coletor de águas pluviais e outro de esgotos domésticos que recebem a maior parte dos esgotos do centro histórico da cidade, encaminhando-os para a ETAR da Zona Industrial. Certo é que, deste então, nunca mais houve cheias nessa zona.
Da intervenção faz parte a nova ponte do Flecheiro. Por fazer ficou o realojamento das famílias ciganas e a requalificação da zona sul do Flecheiro.
Apesar disso foi uma obra que há cerca de uma década modificou esta zona da cidade.

Foto de João Manuel de Brito (anos 80)

7 comentários:

  1. Parabéns ao presidente Paiva. Tomar mudou para muito melhor nos seus mandatos.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns ao presidente Paiva. Ainda hoje não se conhecem todos os milhões da dívida que deixou.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao presidente Paiva que não se limitou a fazer contas de mercearia e investiu em infraestruturas e equipamentos para o futuro e só mesmo os ignorantes não sabem ler as contas do município tão objectivamente apresentadas por este executivo cheio de licenciados de alto gabarito.

    ResponderEliminar
  4. Não vamos mais longe. Contas do Polis quem as conhece? Quantos milhões estão ainda em processos de tribunal? Quantos milhões mais vão cair nas dívidas da câmara? E das obras que foram feitas que problemas froam resolvidos e que se desenvolimento trouxeram? o problema principal que era o do Flecheiro, foi resolvido? A ponte resolveu o problema do trânsito ou serviu apenas para estrafegar o mercado? Quantas carros lá passam por dia? Passam mais que na ponte de mariananaia que só tem uma faixa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Ponte do flecheiro alivou e muito o transito na Ponte Nova.
      Quanto a problemas, pelo menos o das inundações ficou resolvido...
      Quanto à divida o Sr. Paiva não se preocupa com isso, e quem vier a seguir que as pague. Precisamente o que tem estado a acontecer:pagamento de dívidas...

      Eliminar
  5. Deixem-se de coisas! Obrigada Tomar na Rede por ser o único a relembrar o que querem que seja esquecido. O zona do Flecheiro era um nojo, tudo sempre cheio de pó, os carros caiam ao rio e era um perigo com a discoteca ali.
    Infelizmente, para além de uma câmara que nada tinha feito, ainda deixou as contas a zero e para isso teve que haver empréstimos, dividas, etc.
    Mas prefiro assim, uma cidade muito mais cuidada e que as gerações futuras irão usufruir.
    Quem dera agora continuarmos a ter um Paiva. Estes só prestam para destruir.

    ResponderEliminar
  6. Vozes de burro não chegam ao cêu, não dá para responder mais nada, pois é muito zero à Direita...

    ResponderEliminar